.

.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Pés Descalços...

Do amor pouco sei e quase tudo espero, amando eu me acalmo e me desespero...


Pés descalços, coração cheio e sorriso largo...

Eu estava de pés descalços e foi assim que o verdadeiro amor me pegou.

A paixão é como uma serpente, só morde os pés descalços...

Quando eu coloquei meus pés na água, eu coloquei uma ideia de paz na cabeça, eu viajei para um lugar distante do que eu era e sou, eu viajei para um lugar onde meu pensamento nunca caminhou, eu resolvi esquecer todo o pranto que eu derramei. 

Meus pés, tocavam na transparência de uma vida que eu não conhecia, oferecendo paz aos meus pensamentos. Percebo que meu coração precisava desse momento com ele mesmo. 

Foi quando coloquei meus pés na água e senti uma ideia de paz na cabeça, deixando que a natureza me enxergasse de uma forma como nem eu nunca me enxerguei. 

Com os pés na água, sentia a correnteza do rio a me acariciar e um novo desejo de viver. 
Linda, mulher, perfume de anis, eu descobri que ainda posso ser muito feliz !



Nenhum comentário:

Postar um comentário